4 dicas para conseguir a melhor taxa de financiamento de carro!

4 dicas para conseguir a melhor taxa de financiamento de carro!

O financiamento é uma das opções mais recorrentes para quem quer comprar um carro. É claro que esse é um momento empolgante e todos querem adquirir logo o veículo, mas é preciso ficar atento às condições e encontrar a melhor taxa de financiamento do mercado!

As empresas tentam os clientes com promoções e anúncios “irresistíveis”, mas para uma escolha consciente é preciso olhar além de todas essas promessas. Há muita coisa incluída ao se financiar um carro, portanto há muito o que se avaliar.

Confira nossas dicas e descubra as melhores oportunidades! Vamos lá?

1. Tenha o valor do financiamento definido

Antes de negociar, saiba tudo que está incluído no financiamento. Muitas propagandas atraem os consumidores com promessas de poucos juros ou taxa zero, mas não dão destaque ao chamado CET, referente ao custo efetivo total da operação.

Um financiamento de carro não é composto apenas por taxas de juros e o valor do veículo: são cobrados também o seguro, o IOF (Imposto sobre Operação Financeira), o registro no Detran e todos os outros encargos. Informe-se sobre tudo o que estará incluso nas suas opções de financiamento e compare os valores.

Fique atento, pois apesar de promessas tentadoras, não é possível o valor de um carro financiado ser igual ao do pagamento à vista. Lembre-se também que algumas revendas não gostam de expor o CET, pois incluem nele comissões que os consumidores não percebem. Assim, exija conferir tudo, para não pagar coisas desnecessárias.

2. Aposte em dar uma boa entrada

Quanto mais você paga de entrada, maior é o seu poder de negociação quanto às parcelas. Elas terão o valor reduzido e, em alguns casos, o comprador até consegue quitar o financiamento com menos tempo.

simular financiamento

Com uma entrada mais alta, a empresa que vende o carro tem uma maior garantia do seu compromisso. Portanto, a dica aqui é economizar para pagar a entrada. Faça as contas e confira se vale a pena. Muitas vezes, é melhor ter paciência e esperar um pouco para juntar dinheiro, pois isso lhe garantirá mais tranquilidade ao longo do processo.

3. Observe a taxa de juros vigente no mercado

A taxa mínima a ser cobrada é definida pela Selic (taxa básica de juros). O valor cobrado ao consumidor, no entanto, vem também com outros custos, como o das operações.

É importante se manter atualizado sobre todos esses valores, acompanhando a média cobrada pelas empresas e as alterações que vão ocorrendo ao longo do ano. A Selic, assim como as demais taxas, está sempre mudando, então a dica é buscar pelas informações mais atuais. Fique atento para encontrar as melhores condições.

4. Utilize simuladores

É sempre bom calcular e fazer previsões do valor a ser pago, mas ter uma noção dos custos no mercado também é muito importante para uma análise realista. Nesse sentido, os simuladores são de grande auxílio.

Neles, você insere o valor do carro, o valor da entrada e a quantidade de parcelas que deseja. Com isso, será gerada uma média dos valores das prestações, de acordo com a situação do mercado e da Selic na época.

Existem várias ferramentas de simulação na internet, sendo necessário descobrir a melhor. Com isso, você terá maior clareza para fechar o seu negócio.

Não se esqueça, também, de calcular os impactos das prestações no seu orçamento, escolhendo um carro que não vá prejudicar o seu bolso. Pesquise bastante sobre as empresas e os modelos, analisando as melhores opções em vez de comprar com pressa. Com certeza essa dedicação vale a pena.

Esperamos ter ajudado com nossas dicas para encontrar as melhores taxas de financiamento do mercado. Não deixe de assinar a nossa newsletter para ficar por dentro de mais novidades!

consorcio ebook
0 Shares:
Talves goste