Perda total do carro: saiba o que fazer nessa situação

Perda total do carro: saiba o que fazer nessa situação

Ter um automóvel é sinônimo de autonomia no deslocamento urbano. Afinal de contas, ele é um instrumento fundamental na sua agilidade cotidiana, não é mesmo? E é justamente nesse contexto que você precisa conhecer alguns temas relacionados à sua apólice de seguro, tal como a perda total do carro.

Apesar de bastante comentada, não são todos os consumidores que entendem o que esse termo significa. E na realidade, esse nem chega a ser o problema. O ponto mais fundamental nessa questão é saber como reagir caso isso aconteça. Sendo assim, preparamos este artigo especial sobre o assunto. Acompanhe!

O que significa a perda total do carro?

Perda total é a terminologia utilizada pela SUSEP (Superintendência de Seguros Privados) para regulamentar os procedimentos das seguradoras quanto aos veículos em condições irrecuperáveis. Sendo assim, todas as apólices de seguro utilizam o mesmo critério para entender e abordar a perda total, em concordância com o órgão regulador.

E aqui, precisamos expandir a explicação, para assim, abraçar os dois formatos de perda entendidos pelo mercado de seguros. Confira!

Perda parcial

Ocorre em função de um sinistro (todas aquelas circunstâncias previstas no contrato do seguro), mas em que o veículo ainda é considerado como recuperável, sobretudo pelo critério de que os reparos custarão no máximo 75% do valor de mercado do modelo em questão.

Perda total

Também ocorre em função de um sinistro, mas nesse cenário o carro é considerado irrecuperável, justamente pelo custo dos reparos ultrapassar 75% do valor de mercado desse veículo.

cotação seguro

O parâmetro dos 75% é um dispositivo bastante funcional no segmento dos seguros, pois em casos de perda total, acaba sendo mais viável para a administradora quitar a indenização integral do que movimentar recursos para a reparação e regularização do veículo.

Mas aqui vale fazer uma distinção entre danos causados por um sinistro e o roubo propriamente dito. O veículo não será considerado como perda total caso desapareça em função de um roubo. Isso acontece porque o parâmetro só se aplica quando é possível aferir os danos e custos de reparação. Toda maneira, roubos que não resultarem na recuperação do veículo também garantem a indenização integral ao proprietário.

O que fazer nessa situação?

Certo! Digamos que você passou por esse infortúnio e por conta de um sinistro (acidente, incêndio ou afins) seu carro deu perda total. E então, o que fazer? Para simplificar esse momento, que já é bastante tenso e estressante, compilamos um pequeno passo a passo de como proceder. Veja:

  1. ocorre o sinistro;
  2. entre em contato com a sua seguradora, reportando o ocorrido;
  3. colabore com a seguradora, oferecendo todos os documentos exigidos;
  4. então, a empresa ficará responsável pela avaliação do veículo, determinando o custo de reparação e, assim, registrando a circunstância de perda: total (acima de 75%) ou parcial (abaixo de 75%);
  5. identificada a perca total, transfere-se a propriedade do veículo para a seguradora, viabilizando a indenização do proprietário.

De maneira geral, o consumidor recebe a indenização dentro do prazo máximo de 30 dias, contabilizados a partir da confirmação de recebimento de todos os documentos exigidos pela seguradora. Existindo a necessidade de enviar novos documentos, o prazo é congelado até que todos estejam em mãos da empresa.

Para além disso, vale lembrar das comodidades que a sua apólice pode ou não incluir, como a disponibilização de carro reserva. Por fim, destacamos que isso depende exclusivamente da complexidade da cobertura contratada ao seu veículo.

E é por isso que concluímos reforçando a importância em se atentar ao momento da contratação de um seguro automotivo. Você precisa se assegurar de que está confiando em uma empresa sólida, com boa reputação, acessível e, acima de tudo, com pouca burocracia. Afinal de contas, a última coisa que você precisa em um momento de estresse é aumentar a tensão, não é mesmo?

Agora que você está inteirado sobre a perda total do carro, aproveite a oportunidade para reforçar a proteção sobre o seu veículo. Para tanto, entre em contato com a nossa equipe especializada e comprometida com o seu bem-estar: acesse o nosso chat e converse conosco!

consorcio ebook
22 Shares:
Talves goste