Perfil do condutor: por que isso interfere no valor do seguro?

Perfil do condutor: por que isso interfere no valor do seguro?

Quando o tema é seguro, muitos consumidores ficam confusos com os parâmetros utilizados no cálculo dos valores. E embora essa seja uma percepção comum, basta conhecer um pouco mais sobre o tema para entender como o setor funciona. Para te informar, preparamos este conteúdo sobre o perfil do condutor!

Pois afinal de contas, qual a relação entre as especificações do cliente com o valor de sua apólice? É esse o mistério que desvendaremos para você hoje! Agora, se ajeite na poltrona e acompanhe esta leitura!

O que é o perfil do condutor?

Esse é o termo utilizado para descrever o conjunto de circunstâncias de um usuário, como se fosse um pacote de características, que servem para determinar a probabilidade de risco em servir esse consumidor. Talvez você se pergunte: mas por que isso é importante para o cálculo da minha apólice? 

Pois bem, é justamente aqui que devemos dar um passo atrás e entender esse segmento como um todo. As seguradoras são empresas que operam na proteção e auxílio dos clientes em situações inoportunas. Você aciona o seu seguro quando o veículo é roubado, batido ou afins, não é mesmo?

Nesse contexto, podemos enxergar que o ganho de toda seguradora está na sua segurança permanente, enquanto nada acontece! Por conta disso, essas empresas contam com amplos bancos de dados, de maneira a identificar a relação entre risco e retorno em cada cliente.

cotação seguro

E é bem nesse ponto que o perfil do condutor passa a fazer sentido. Perceba: quanto mais arriscadas as características de um perfil, maior a probabilidade da ativação do seguro. O contrário também é verdadeiro, em que menor o risco, menor a probabilidade da ativação.

Sendo assim, os seguros custam mais em perfis que apresentam maior risco de ativação e, portanto, menor rentabilidade à seguradora. Para além disso, também é importante perceber que o sistema estatístico não tem nada de discriminatório. Afinal de contas, mapas criminais e levantamentos de veículos roubados são apenas alguns exemplos de fontes confiáveis e sólidas para a construção desses cálculos.

Agora, veja quais são as principais características a compor o perfil de um condutor!

Usuário

  • idade, quanto menor, maior a probabilidade de uma condução agressiva;
  • experiência, quanto menor o tempo de CNH, maior a probabilidade de um acidente;
  • gênero, estatisticamente os homens são mais predispostos à agressividade ao volante.

Veículo

  • modelo, quanto mais caro e sofisticado, maior o custo dos reparos;
  • idade, quanto mais antigo, maior a dificuldade em encontrar peças de reposição;
  • versão e cor, quanto mais alusiva a estética esportiva, maior a probabilidade de condução acima dos limites permitidos de velocidade;
  • motorização, quanto mais potente, maior a probabilidade de uma condução agressiva.

Situacional

  • trajetos, quanto mais perigosos, maior a probabilidade da ação criminosa;
  • especificações do local de estacionamento (fechado, coberto etc.), quanto menor a proteção, maior o risco da ação criminosa;
  • especificações do local de estacionamento residencial (fechado, coberto etc.), quanto menor a proteção, maior o risco da ação criminosa.

Então, concluímos que o custo da apólice cresce proporcionalmente ao seu risco de vir a utilizá-la. Para além das características acima, também vale lembrar que o histórico no trânsito também é levado em consideração e que, inclusive, existem companhias que não aceitam alguns perfis de risco muito elevado. A Youbo, em contrapartida, aceita todos!

Agora que você conhece o mecanismo do perfil do condutor, já pode entrar em contato com a nossa equipe e cotar a melhor solução para proteger o seu carro. Para tanto, basta acessar nossa página e conversar conosco!

consorcio ebook
17 Shares:
Talves goste