O guia completo sobre o empréstimo para empresas

empréstimo para empresas
empréstimo para empresas

O empréstimo para empresas pode ser a única solução para manter o negócio em crescimento ou sanar dificuldades nos momentos em que as coisas apertam. Sobre isso, o o relatório Financiamento dos Pequenos Negócios, publicado em 2019 pelo Sebrae traz um dado até certo ponto preocupante: 60% dos empréstimos feitos por PMEs é destinado a cobrir capital de giro.

Isso pode ser interpretado como um alerta, já que sinaliza para a falta de planejamento em relação às finanças. Vamos combinar: uma empresa com suas contas equilibradas não precisaria recorrer ao dinheiro de terceiros para pagar pelas suas atividades, concorda?

Ainda que em determinadas situações emergenciais o crédito seja a melhor possibilidade, é na falta de critério que mora o perigo.

Por isso, eu e o pessoal da Youbo preparamos este guia completo sobre empréstimo, para que você use seu direito ao crédito com inteligência. A gente quer que você faça parte das estatísticas, mas só das positivas. Vamos conferir?

Como funciona o empréstimo para empresas

Tocar uma empresa exige muito preparo, informação e, claro, os recursos adequados. Por outro lado, dinheiro não dá em árvore nem cai do céu. Como fazer um negócio decolar?

Para isso, o empréstimo para empresas é a alternativa na qual pessoas jurídicas, logo, portadoras de um CNPJ, tomam crédito conforme condições específicas. Ele funciona de forma bastante parecida com a do empréstimo pessoal, diferenciando-se apenas nos processos e exigências formais.

Sendo assim, o fluxo consiste em solicitar crédito, informar os dados da empresa, apresentar documentação e, por fim, aguardar uma resposta. Se for positiva, o dinheiro entra na sua conta e é só alegria. Mas, se o banco negar o pedido, seu negócio poderá tentar de novo, resolvendo possíveis pendências que sejam apontadas ou mesmo tentar em outra instituição financeira.

Essas pendências, por sua vez, estarão relacionadas ao não cumprimento de uma ou mais condições. Afinal, quando se trata de emprestar para empresas, os tipos de garantias envolvidas são de comprovação relativamente mais complexa. Plano de negócios, carta de motivação e apresentação de balancetes são exemplos de documentos peculiares a essa modalidade de crédito.

Parece muito difícil? Relaxa, continua por aqui que você vai ver que nem é essa missão impossível toda!

O momento certo para solicitar um empréstimo empresarial

De acordo com o Serasa Experian, a inadimplência de empresas, no Brasil, cresceu 5,6% em 2019. Quais seriam os motivos para isso? 🤔

Bom, nesse caso, a gente tem que considerar uma segunda pesquisa, feita por uma outra empresa de proteção ao crédito, a SPC Brasil. Nela, também é registrado aumento na inadimplência entre PJs entre 2018 e 2019 em 3,30%, considerando somente as empresas cadastradas no órgão.

Esse aumento, por sua vez, segundo o estudo, se explica pela economia brasileira, que ainda busca dias melhores e, em 2019, ainda vivia um período de instabilidade.

Claro que uma economia enfraquecida prejudica a capacidade de pagamento de um empréstimo mas, na real, momentos de crise também são de oportunidades, não acha?

Além disso, pedir um empréstimo e não pagar sinaliza não só para uma conjuntura externa desfavorável mas para a falta de planejamento e de boas razões para tomar crédito.

Por isso, o momento certo para pegar empréstimo para empresas deve ser avaliado com o maior carinho e atenção.

Os mais comuns são:

  • abrir um negócio;
  • financiar capital de giro (embora deva ser evitado);
  • expandir operações;
  • cobrir passivo trabalhista;
  • aumentar produção.

Definir o motivo, por outro lado, é só a primeira parte da tarefa. É preciso também orçar exatamente o valor que será necessário para dar conta do objetivo traçado. Nada de pegar uma “graninha extra”, hein? Tome emprestado apenas a soma exata e não deixe de calcular o Custo Efetivo Total (CET) do crédito.

Tendo esses fatores em consideração, dá uma sacada nos próximos tópicos do que você precisa saber antes de finalmente fazer a solicitação junto ao banco.

O que avaliar antes de pedir crédito

Ok, tá maneiro, sua empresa sabe o que quer e está decidida a tomar dinheiro emprestado com um banco. Só tem um detalhe: você vai precisar saber antes se o caixa do seu negócio pode suportar um período longo comprometido com prestações.

Cabe também avaliar, junto às necessidades do negócio, se o objetivo pode ser financiado com capital próprio ou se o de terceiros é mesmo a única solução. Às vezes, uma reserva financeira pode ser o bastante para a empresa fazer uma obra ou, pelo menos, bancar uma parte do projeto a ser financiado.

Sem mais blablablá 🗣, confira o que você não pode deixar de avaliar de jeito nenhum caso o empréstimo para empresas seja realmente necessário.

Sua capacidade de pagamento

Você ficou sabendo que, em 2018, passou a valer a Lei nº 13,636, que instituiu o Programa Nacional de Microcrédito Produtivo Orientado (PNMPO), certo?

Essa é a mais nova alternativa para micro e pequenos empresários em busca de linhas de crédito mais adequadas às suas capacidades de pagamento. Tanto é que, no texto da lei, só pode fazer jus a esse tipo de crédito empresas com renda anual de até R$ 200 mil.

Por outro lado, a lei é omissa em relação a um ponto muito importante: a margem de referência.

Sendo assim, e na falta de uma norma mais específica, vale se apoiar no que diz a Lei nº 13.172, que trata do empréstimo consignado. De acordo com ela, só vale emprestar dinheiro para quem pode comprometer até 35% dos seus rendimentos com o pagamento de cada parcela. Então, se sua empresa faturar R$ 1 mil, por essa lei, ela só poderia tomar um empréstimo cuja parcela fosse de R$ 350,00.

Tome esse percentual como referência e, se seu caixa não apresentar essa margem, evite tomar empréstimo e só o faça depois de reorganizar seu orçamento.

Planejamento financeiro

Ter um cartão de crédito empresarial é muito bom. Limites mais altos, juros compatíveis e outras facilidades que não se percebem em cartões para pessoas físicas são alguns dos atrativos.

Acontece que, se a sua empresa não se planejar financeiramente, até um inofensivo cartão pode desencadear um processo de endividamento crônico. Nada a ver, né?

Por isso, seja para pedir um cartão e, principalmente, para fazer um empréstimo, jamais deixe de colocar sua movimentação na ponta do lápis, ou melhor, na tela do computador. Dessa forma, você terá uma referência minimamente confiável para saber se realmente terá como arcar com o custo do dinheiro enquanto estiver pagando e em fazer bom uso dele. Afinal, se sua empresa se planeja para pagar menos impostos, por que não fazer o mesmo em relação a um empréstimo?

Cotação e pesquisa

O mercado está cheio de bancos e fintechs com ofertas interessantes de crédito. Só que nem todas elas atendem às suas necessidades, ainda mais quando se trata do micro e pequeno empreendedor.

Lembre-se sempre de que dinheiro emprestado tem um preço e é em cima dele que você precisará projetar seu orçamento para o futuro.

A questão é que cada banco/fintech trabalha com taxas e juros dos mais variados. Enquanto algumas cobram 1,99% — como a Youbo 🙂 — outras chegam a taxas de 10% ou 12%.

Uma diferença e tanto, concorda?

Então, nada de tomar crédito com o primeiro banco que aparecer. Faça primeiro uma bela de uma pesquisa, que, com a Internet, pode ser feita até mesmo sem sair do seu escritório ou de casa.

Score e aprovação do empréstimo para empresas

Entre pessoas físicas, a avaliação de crédito não se limita apenas a verificar se seu nome está sujo. Além disso, é de praxe que as empresas verifiquem o seu score, uma espécie de pontuação que, quanto maior, menos riscos em oferecer crédito.

Pois as empresas também têm um mecanismo parecido para serem avaliadas pelos bancos, o chamado Score Empreendedor, gerido pela Serasa Experian.

Ele consiste em uma tabela, na qual cada faixa de pontuação indica uma propensão maior ou menor ao risco de inadimplência. São elas:

  • baixo risco — 701 a 1000 pontos;
  • médio risco — 301 a 700 pontos;
  • alto risco — 0 a 300 pontos.

Não deixe de verificar a pontuação da sua empresa antes de pedir crédito. Dessa forma, você evita perder tempo com pedidos que já sabe que não serão aprovados. Essa é uma medida muito importante, já que o Score Empreendedor influencia diretamente na aprovação de crédito, talvez até mais que o próprio faturamento demonstrado.

Outras formas de se obter garantia em empréstimos

Beleza, você foi lá consultar o seu score e viu que a situação não é lá muito favorável. Será que não existem outras soluções?

Nesse caso, seu negócio pode recorrer a formas mais institucionalizadas de conseguir garantia em empréstimos, embora a vitória, nesse caso, também não seja 100% garantida. De qualquer forma, é sempre um trunfo na manga, servindo como um plano “b”, ou mesmo “a”, dependendo do caso.

Vamos ver quais são?

Fundo de Aval às Micro e Pequenas Empresas (Fampe)

O Fampe funciona como uma garantia complementar às empresas em busca de crédito, podendo assumir até 80% do valor solicitado. Ele se destina a abrir as portas de um empréstimo para empresas em busca de capital de giro, para investir em exportação ou aplicar em desenvolvimento de tecnologia.

Funproger

Em moldes similares aos do Fampe, o Funproger também pode entrar como avalizador em um empréstimo, limitando-se a 80% do valor solicitado. Ele é gerido pelo Banco do Brasil e foi criado pela Lei 9.872/99.

Sociedades de Garantia de Crédito (SGC)

Já as SGCs são uma espécie de versão para a iniciativa privada de programas como o Fampe e Funproger. Ou seja, tratam-se de empresas particulares que entram como garantidoras em um pedido de crédito, sendo por isso remuneradas, tal como fazem o Sebrae e o BB.

FGO / FGI

Oferecidos pela Fiesp, o FGI (Fundo Garantidor para Investimentos) e o FGO (Fundo de Garantia de Operações), também podem ajudar empresas com dificuldades em apresentar garantias. Nesse caso, o foco é, principalmente, nas MPEs.

Fazer um empréstimo on-line é confiável?

Lembra que eu falei no começo que o empréstimo para empresas não é nem de longe uma missão impossível?

Além das facilidades que eu já mostrei, tem ainda uma outra via pela qual sua empresa pode obter crédito com o mínimo de burocracia e com taxas convidativas: o empréstimo online.

“Como assim, Youbo? Pedir dinheiro emprestado para a empresa pela I nternet”?

É isso mesmo, meu amigo/amiga. Tudo on-line, sem precisar sair de onde você está agora.

Imagino que você tenha uma certa desconfiança, até porque nessa modalidade de empréstimo não há nenhum tipo de contato com pessoas.

Nesse caso, a tranquilidade vem da Resolução nº 3.954 do Banco Central. Ela regulamenta a atividade de correspondente bancário que é o que as empresas de crédito on-line fazem em sua maioria.

Claro que a boa e velha pesquisa e avaliar a credibilidade da fintech que faz a operação são medidas que continuam a valer. Uma vez comprovada a credibilidade da empresa, pode ir sem susto que o empréstimo on-line é totalmente seguro e garantido.

Você pode se certificar de que a empresa é confiável verificando se no site dela tem um disclaimer. Nesse comunicado por escrito, ela esclarece que tipo de serviços oferece, o número do CNPJ e outras informações. O nosso, por exemplo, começa assim:

“YOUBO é marca de propriedade YOUBO CORRETAGEM DE SEGUROS E SERVICOS FINANCEIROS LTDA, inscrita no CNPJ 27.470.151/0001-60(…)”

Por que contar com as facilidades do empréstimo empresarial da Youbo?

Na linha dos recentes avanços no mercado de microcrédito para empreendedor, a Youbo oferece uma linha de crédito totalmente online e sem burocracia. Nela, você pode solicitar até R$ 150 mil e pagar em até 24 parcelas. Tudo isso com uma taxa das mais camaradas do mercado: apenas 1,99% de juros ao mês.

Nossa linha de crédito trabalha sem garantia, ou seja, não há necessidade de apresentar imóvel ou veículo. Deixe por nossa conta a avaliação e fique tranquilo em relação ao seu patrimônio.

Fala a verdade, agora não parece muito mais fácil conseguir aquela grana para financiar seus projetos em sua empresa? Conte com o empréstimo para empresas da Youbo e voe mais alto nos negócios.

Faça contato e veja as vantagens que temos para oferecer!

8 Shares:
Talvez goste