Afinal, como separar despesas pessoais das contas da empresa?

como separar despesas pessoais das contas da empresa
como separar despesas pessoais das contas da empresa

Você sabe como separar despesas pessoais das contas da empresa? Esse é um cuidado fundamental para todo empreendedor, pois permite o bem estar das finanças do seu negócio. A verdade é que sem essa prática o controle financeiro fica muito mais difícil e até mesmo a gestão empresarial, de um modo geral, fica prejudicada.

Com as contas separadas, é possível ver com mais clareza como o dinheiro da empresa está sendo gasto, ou seja, quanto está sendo investido em cada setor, em materiais e outros recursos, em cursos e qualificações e por aí vai. Assim, você pode avaliar periodicamente quais investimentos estão valendo a pena e quais fatores precisam de mais atenção, otimizando o fluxo do seu negócio.

Além disso, separar o patrimônio empresarial do pessoal é necessário para se manter de acordo com o princípio contábil da entidade e evitar problemas. Para ver dicas de como colocar isso em prática continue a leitura e fique de olho!

Crie uma gestão financeira pessoal e uma empresarial

A gestão financeira é de grande importância para que você se mantenha organizado e evite ter problemas em qualquer uma das áreas. No entanto é essencial que você tenha uma gestão para a sua vida pessoal e outra para o seu negócio.

Mantenha planilhas, tabelas ou cadernos distintos para fazer os registros e sempre anote tudo. Uma boa ideia é dividir as finanças em categorias: na vida pessoal, registre separadamente as despesas domésticas, os gastos com mensalidade e material escolar, a alimentação e por aí vai. Na empresarial, separe os gastos do aluguel de espaço (se houver), dos materiais utilizados no trabalho, entre outros.

Sempre registre tudo, até o que parecer mais insignificante. Em ambos os casos, acompanhe as finanças de perto, defina prioridades e objetivos e trace planejamentos. Assim, você mantém um maior controle e promove seu bem estar financeiro, tanto pessoal quanto empresarial.

Defina um salário mensal para você

Os lucros da sua empresa não são a mesma coisa que o seu lucro como empresário. O patrimônio do seu negócio não deve ser totalmente voltado para você, nem funcionar de acordo com o quanto você quiser retirar para si mesmo em cada mês. Achar que, por ser o dono, pode-se agir assim, é um grande erro de muitos empreendedores, capaz de os levar a enormes prejuízos.

A renda da empresa precisa ser adequadamente dividida entre o seu pagamento, o dos sócios e funcionários (se houver), o capital de giro e os investimentos, entre outros fatores. Portanto é essencial definir um salário para você e não retirar mais do que isso, tudo bem?

O valor dele deve ser definido de acordo com a realidade do seu negócio. Você pode realizar pesquisas para ter uma ideia do quanto outros empreendedores, em situações semelhantes às suas, estão recebendo, mas é fundamental estudar o caso da sua empresa em particular, de modo que não a comprometa.

Mantenha contas bancárias separadas

Esse é outro passo fundamental para se organizar e manter o controle financeiro da empresa de modo muito mais fácil. Ao manter contas bancárias separadas, você consegue identificar com mais clareza o que entra e o que sai, os pagamentos realizados e recebidos etc.

Também fica mais fácil, assim, realizar o Imposto de Renda e identificar os seus lucros reais. Por mais que você considere tranquilo manter uma conta só, é preciso admitir que isso traz uma maior margem de erro na hora de definir o que é seu e o que é do negócio.

Tenha reservas mensais para você e seu negócio

Na vida pessoal, manter uma reserva de emergência é fundamental. Imprevistos acontecem e precisamos estar preparados, protegendo nossa saúde, nosso bem estar e nossa qualidade de vida, não é mesmo? Bom, sua empresa também precisa de uma reserva.

O mercado está sempre passando por mudanças, com momentos prósperos e outros nem tanto. As crises acontecem e, além disso, sua própria empresa passa por fases, tendo períodos com lucros mais altos e outros menores. Por essas razões, é importante se preparar e se prevenir, construindo um fundo ao qual você possa recorrer se o seu negócio precisar.

Mantenha uma reserva pessoal e uma empresarial! É interessante procurar investir nelas todos os meses, então busque incluir isso na sua gestão.

Aposte em planos corporativos

Outra ideia é evitar fazer contas para a sua empresa com seu nome de pessoa física. Ao invés disso, faça-as como pessoa jurídica, colocando no nome do seu negócio. Assim, fica mais fácil fazer a contabilidade de maneira adequada, sem misturar as coisas.

Além disso, muitos planos oferecem descontos e condições diferenciados para pessoa jurídica, o que já contribui para os gastos do negócio. Vários planos de telefone e até concessionárias oferecem essas vantagens, desde que os serviços sejam destinados ao uso empresarial.

Pesquise, informe-se e encontre as melhores alternativas. Caso você tenha sócios, não deixe de discutir essas questões com eles.

Utilize um cartão de crédito corporativo

Por fim, mas não menos importante, outra dica para não misturar as coisas é utilizar um cartão de crédito para empresas. Não utilize seu cartão pessoal para gastos do seu negócio, nem mesmo se forem “pequenos” detalhes, como o estacionamento.

Saber utilizar esse recurso é fundamental para evitar dívidas, e manter os seus gastos separados é uma forma de garantir mais segurança para sua vida financeira, tanto pessoal quanto empresarial. Nesse mesmo sentido, não utilize cheques pessoais para o seu negócio.

Além de todas essas dicas, vale lembrar que contar com a ajuda de um profissional para cuidar das finanças de uma empresa pode fazer toda a diferença. Assim, avalie essa possibilidade para o seu negócio! Além disso, uma rotina administrativa mensal, para controlar entrada e saída e garantir um fluxo saudável, é um cuidado indispensável.

Espero que tenha gostado das dicas de como separar despesas pessoais das contas da empresa! Se este conteúdo ajudou você, aproveite para complementar a sua leitura com tudo o que você precisa saber sobre cartão de crédito!

1 Shares:
Talves goste
Mais

O que é o e-CNPJ?

O e-CNPJ é um documento que pode auxiliar as pessoas a trabalharem com menos burocracia e mais praticidade. Confira!