Aprenda de uma vez como pesquisar o seu nome no SPC

Nome no SPC: aprenda de uma vez como pesquisar o seu
Nome no SPC: aprenda de uma vez como pesquisar o seu

Você sabe como pesquisar o nome no SPC para ver qual é sua situação perante o mercado, seja para contratar um empréstimo, pedir um financiamento ou mesmo fazer uma compra parcelada?

Como mostraremos neste post, é bem simples consultar sua situação cadastral nesse órgão de proteção ao crédito bastante utilizado por instituições financeiras e lojistas na hora de conceder crédito. Interessado? Então prossiga com a leitura e não seja pego de surpresa por não saber qual a situação do seu nome.

Para que serve e como funciona a consulta no SPC?

É difícil quem não tenha ouvido falar do SPC (sigla para Serviço de Proteção ao Crédito). A função da empresa, e de outras que atuam no mesmo ramo, como a Serasa, é manter atualizadas bases cadastrais com a lista de consumidores com dívidas na praça, além de fornecer informações que orientarão lojas, bancos e instituições financeiras sobre o risco de conceder crédito para determinado cliente.

Funciona assim: no momento em que um consumidor solicita crédito (o que vai desde uma compra parcelada até o financiamento de um veículo, passando por empréstimos pessoais), a empresa em questão procura o maior número possível de informações sobre a reputação daquele cliente. O objetivo é determinar se, com base nos dados disponíveis, ele é um bom ou mau pagador.

Tudo isso é feito com uma combinação de critérios internos e a consulta aos serviços de proteção ao crédito, como é o caso do SPC e da SERASA. Um consumidor com as contas em dia, não terá seu nome incluído nessas listas, o que torna mais fácil a obtenção do crédito solicitado.

Entretanto quem tem débitos em atraso, provavelmente terá seu nome incluído no cadastro de devedores e ficará com o nome negativado na praça. Com isso, ele será considerado um mau pagador e terá suas chances de fazer um empréstimo ou financiamento reduzidas, uma vez que as empresas preferem não assumir o risco de emprestar dinheiro a pessoas nessas condições.

Por que um nome é negativado?

Como já ficou claro, são negativados os nomes de pessoas com débitos em atraso. E isso vale para parcelas de crediários em lojas, a fatura do cartão de crédito, a conta do telefone, da luz ou da água, cheques sem fundo ou mesmo o aluguel que deixou de ser pago. Ou seja, qualquer compromisso financeiro atrasado pode fazer com que a empresa peça a inclusão do seu nome nas listas do SPC.

Em tese, isso pode acontecer a partir do primeiro dia de atraso da conta. Todavia raramente isso é feito, e as empresas costumam dar um tempinho maior para o consumidor regularizar a sua situação, inclusive oferecendo soluções alternativas para não ter que tomar essa atitude.

No entanto, se a pendência não for resolvida, não tem outro jeito: a empresa entra em contato com os órgãos de proteção ao crédito informando a inadimplência e solicitando que aquele nome apareça na lista de devedores, indicando que aquele consumidor não honrou o compromisso assumido.

Depois disso, a inclusão ainda não acontece de forma imediata. Após solicitada a negativação, o consumidor precisa ser comunicado sobre o pedido. Isso geralmente é feito por carta, que informa a pessoa de que ela tem uma pendência, que deve ser sanada em até 10 dias.

Caso contrário, o nome efetivamente aparecerá como sujo, o que dificultará bastante a vida de quem estiver nessa situação, unindo a dor de cabeça por estar com dívidas em aberto e a dificuldade em conseguir crédito.

Como é possível consultar o seu nome no SPC?

Embora traga consequência bastante desagradáveis, em algumas condições é normal a pessoa simplesmente não saber que seu nome foi parar no SPC. Quem nunca esqueceu do vencimento de uma conta que ficou de lado por empo suficiente para ir fazer seu nome na lista de devedores? O mais desagradável, no entanto, é descobrir isso apenas no momento de pedir crédito, não é mesmo? Por isso, é importante saber como efetuar a consulta do seu nome.

Infelizmente, diferentemente de outras empresas do setor de proteção ao crédito, o SPC não oferece, até o momento, uma forma gratuita de consulta ao CPF por parte dos consumidores. Para os interessados, é preciso acessar a loja da entidade, se cadastrar informando seus dados pessoais e criar um login e uma senha, efetuar a compra de crédito e, só então, fazer a consulta. Atualmente, ela custa pelo menos R$ 9,90 para os consumidores interessados em consultar a situação do próprio CPF.

A alternativa para quem não quer ter essa despesa para saber qual a sua condição cadastral é se dirigir até os postos de atendimento do SPC — a lista dos locais disponíveis pode ser acessada no site. Depois de descobrir qual o mais próximo da sua casa, basta ir até lá com o CPF e o RG em mãos para fazer a consulta que, nesses casos, é gratuita.

Caso haja alguma pendência em seu nome, o ideal é que você procure o credor o quanto antes para regularizar a situação, quitando o débito ou mesmo tentando fazer uma negociação. Com a situação normalizada, o nome do consumidor precisa ser excluído do cadastro de devedores em até 5 dias úteis, contados a partir da data do pagamento da dívida.

Com o nome fora da temida lista do SPC você deve se esforçar para mantê-lo assim, bem como também para elevar sua nota de score, número que vai de 0 a 1000 e indica qual a possibilidade de um consumidor deixar de pagar suas contas, com base no seu histórico de relacionamento do mercado. Quanto mais perto do 1000, menor esse risco e mais fácil conseguir crédito em condições melhores

Não existem milagres para fazer o seu score subir (desconfie de quem promete isso, inclusive), mas algumas estratégias aplicadas no longo prazo podem melhorar sua reputação. Pagar as contas sempre em dia, não fazer solicitações recorrentes de crédito e manter seu cadastro positivo ajudam bastante.

Agora que você sabe como pesquisar o nome no SPC, confira qual sua situação e se organize financeiramente para modificá-la (caso o seu nome esteja sujo) ou para mantê-la (caso você não tenha seu nome incluído na lista de devedores). Você só tem a ganhar com isso!

Quer mais dicas sobre cuidar da sua vida financeira? Então que tal assinar nossa newsletter agora mesmo?

5 Shares:
Talvez goste