Como consultar o Score da minha empresa?

como consultar o score da minha empresa
como consultar o score da minha empresa

Caso você seja um leitor de carteirinha deste portal, é possível que já esteja acostumado com os nossos conteúdos sobre as tendências e assuntos da vida financeira, tanto pessoal como empresarial. Seguindo essa linha, aproveitei o artigo da vez para responder a um dilema comum entre os nossos leitores.

Afinal de contas, como consultar o Score da minha empresa? Caso tenha essa dúvida, fique feliz, pois os seus problemas acabaram! O meu objetivo é explicar tudo o que você precisa saber sobre esse tema, esclarecendo o sistema de pontuação, sua importância e o impacto no cotidiano da sua empresa. Vamos lá?

O que é o Score?

A começar pela curiosidade mais objetiva de todas! Basicamente, o Score é um sistema de pontuação que indica o seu grau de confiabilidade em relação ao mercado. Essa pontuação, por sua vez, é calculada pelos bureaus de crédito, que são institutos dedicados ao monitoramento do histórico dos consumidores.

O objetivo desse sistema é oferecer um banco de dados confiável para as análises de risco e retorno que antecedem a contratação de uma modalidade de crédito, tal como um empréstimo, financiamento ou, até mesmo, um cartão empresarial para o seu negócio.

Sendo assim, quanto maior a pontuação, melhor a percepção do mercado sobre a capacidade da sua empresa em pagar suas contas em dia. E o contrário também é verdadeiro, pois quanto menor a pontuação, maior o risco de inadimplência entendido pelo mercado.

Como funciona esse sistema de pontuação?

Mas é justamente aqui que surge outra dúvida: afinal, como é possível que uma instituição saiba tanto sobre o cotidiano financeiro do seu negócio? A resposta para essa pergunta está nas próprias “pegadas” que a sua empresa deixa ao interagir com o mercado.

Pois veja, durante o consumo, qualquer entidade deixa rastros que evidenciam a contratação de serviços. Neste artigo, usarei o exemplo das empresas. Digamos que você contrate um plano empresarial de internet e telefonia para o seu negócio, realizando o contrato com o CNPJ da sua operação.

Nesse cenário, caso as faturas não sejam pagas, é o CNPJ portador do contrato que será negativado. Da mesma maneira que acontece com a pessoa física, a negativação prejudica o histórico de consumo desse perfil, reduzindo sua pontuação e, consequentemente, seu nível de confiança pelo mercado.

O que o cálculo considera?

Hoje em dia, o cálculo do Score considera duas categorias variáveis: as práticas boas e as ruins. Vamos começar por essa última! Estatisticamente, os bureaus de crédito entendem como más ações:

  • atrasos, mesmo que de apenas um dia após o vencimento;
  • negativações, que ocorrem após no mínimo 30 dias de atraso;
  • negativações prolongadas, em que o CNPJ negativado não regulariza a situação;
  • vários pedidos por crédito no mercado, sugerindo um estado de desespero e insolvência.

Então é importante entender por que essas situações são ruins. Basicamente, porque todas elas são indicativos matemáticos que aumentam a sua probabilidade de inadimplência. Para explicar isso, vamos usar o sistema do Serasa Score como referência.

Nesse bureau, a escala de 0 a 1000 e avalia o risco de um perfil atrasar uma conta em um período de 12 meses. Sendo assim, quanto mais próxima do zero for a pontuação, maior a probabilidade de atraso. Quanto mais próxima do 1000, menor a probabilidade.

Ou seja, o Score nada mais é do que um termômetro de confiabilidade, sendo, inclusive, utilizado pelas instituições financeiras antes de ceder um cartão de crédito empresarial. Outra forma de entender a importância desse recurso é pensar como ele seria útil para o seu negócio.

Digamos que você tenha uma loja de roupa, onde oferece a possibilidade da abertura de um crediário. Entretanto você quer amenizar a sua exposição ao risco, pois sabe que não deve aceitar todos os clientes nessa modalidade. É para isso que se utiliza a consulta ao Serasa e ao SCPC, protegendo a sua operação da inadimplência.

E essas são as coisas ruins avaliadas pelo cálculo, basicamente, compilando todas as vezes em que a sua empresa “pisa na bola”. Por serem variáveis negativas, essas situações reduzem a sua pontuação, refletindo ao mercado que a sua probabilidade de atraso é maior.

Agora, vamos às variáveis positivas, que são bem novas no país. Afinal de contas, apenas recentemente (julho de 2019) que plataformas como o Cadastro Positivo do Serasa foram legalmente implementadas em nosso mercado. Basicamente, o que esse serviço faz é considerar todos os acertos do seu perfil consumidor.

Assim, toda vez que as faturas, contratos e fornecedores são pagos em dia, o Score da sua empresa é impactado positivamente. Por conta dessa funcionalidade, ficou muito mais fácil de alavancar a sua pontuação depois de um período negativo, acelerando o seu retorno ao mercado.

No entanto, diferentemente do sistema tradicional do Serasa, em que todos os consumidores e empresas participam obrigatoriamente, o Cadastro Positivo é uma funcionalidade optativa, cabendo a você acessar o portal deles, realizar o seu cadastro e autorizar o uso dessas informações em prol da sua empresa.

No fim das contas, as informações positivas e negativas são combinadas para formar a sua pontuação, que pode ser separada em quatro segmentos. Veja:

  • Score de 0 a 400 pontos: empresas com alto risco de inadimplência — sofrem com maior dificuldade para contrair crédito;
  • Score de 401 a 700 pontos: empresas com médio risco de inadimplência — contam com acesso fácil ao crédito, mas não às melhores ofertas e taxas;
  • Score de 701 a 900 pontos: empresas com baixo risco de inadimplência — acessam as melhores condições tradicionais do mercado;
  • Score de 901 a 1000 pontos: empresas extraordinárias com baixíssimo risco de inadimplência — além de acessar as melhores condições tradicionais, também recebem ofertas excepcionais, com as taxas mais baixas praticadas pelo mercado.

Qual a diferença entre o Score do consumidor e do empreendedor?

Conceitualmente, não há diferença, pois o Score tem a mesma finalidade para ambos os casos: atribuir confiabilidade aos cadastros com bom histórico de consumo. Nesse sentido, as diferenças são puramente técnicas, como o objeto de análise, que é o CNPJ e não o CPF.

Por conta disso, a equação do Score Empreendedor é muito mais densa, justamente pelo maior número de operações comerciais realizadas por uma empresa — quando comparada a um consumidor convencional. Nesse sentido, isso pode ser tanto positivo como negativo.

Pois veja, com uma maior exposição ao mercado, com mais faturas, empréstimos, financiamentos e obrigações, as empresas contam com mais oportunidades para comprovar um bom comportamento financeiro e, assim, aumentar suas pontuações.

Como consultar o Score da minha empresa?

Por último e não menos importante, a consulta do Score. Para ajudar da maneira mais objetiva possível, preparamos um minitutorial. Então basta seguir esses passos e descobrir a sua avaliação no mercado. Veja:

  1. acesse o portal do Serasa Score Empreendedor;
  2. digite o seu CNPJ no campo em destaque e clique no botão “Consultar agora”;
  3. caso ainda não seja cadastrado, preencha o formulário com o seu CPF, nome completo, data de nascimento, telefone celular e e-mail principal;
  4. logue na plataforma;
  5. pronto!

Logo no primeiro login, o sistema já exibirá uma tela apresentando a sua pontuação. Caso isso não aconteça, não há problemas, basta descer um pouco da página e olhar o medidor no canto inferior da tela, em um painel nomeado “Saúde do seu Negócio”. Para mais detalhes, você pode selecionar essa aba, também em uma lista no lado esquerdo da tela.

Agora que a dúvida de como consultar o Score da minha empresa não é mais um problema, que tal dividir essa informação com os seus colegas empreendedores? Para tanto, é só compartilhar este post nas suas redes sociais!

1 Shares:
Talvez goste