Entenda como funciona o limite do cartão de crédito

como funciona o limite do cartão de crédito
como funciona o limite do cartão de crédito

Seja para compras presenciais ou pela internet, os cartões de crédito são cada mais populares e, ano após ano, movimentam quantias de dinheiro cada vez maiores. A expectativa para 2020 é de que o volume de transações utilizando essa forma de pagamento aumente 24%, atingindo R$ 2,3 trilhões, somente no Brasil.

Para quem tem um ou mais cartões na carteira, é necessário ter cautela na utilização, o que evita dívidas. E isso passa por compreender como funciona o limite do cartão de crédito, justamente o objetivo deste post. Interessado em saber mais sobre o assunto? Prossiga com a leitura.

Como o limite do cartão de crédito funciona?

Se você já utiliza cartões de crédito há muito tempo, já deve estar familiarizado sobre como funciona o limite dessa forma de pagamento. De todo modo, não custa repassar esse tópico, principalmente para quem ainda tem dúvidas sobre o tema.

O limite disponibilizado pela instituição financeira que concede o cartão pode ser utilizado principalmente para compras, sejam elas à vista ou parceladas. À medida que os pagamentos vão sendo feitos, o limite é reduzido. Se ele se esgotar, não será possível fazer novas compras, até que a fatura seja paga e o limite restabelecido.

É preciso ficar atento principalmente com as compras parceladas. Ao contrário do que muitos pensam, é descontado o valor integral da compra do limite disponível, e não apenas o valor da parcela.

Um exemplo ajuda a atender. Imagine que você comprou uma televisão de R$ 2 mil em 10 prestações de 200. Na hora de passar o cartão, será necessário ter como limite disponível o valor integral do aparelho para que a transação aconteça. Além disso, esse limite ficará comprometido e não poderá ser utilizado para outras compras. Com o passar dos meses e o pagamento das parcelas, ele vai sendo recomposto.

Saber qual é o valor do seu limite é bem simples: ele sempre é informado de maneira clara na fatura mensal, no internet banking ou no aplicativo do seu banco ou instituição financeira. Em muitos casos, é possível acompanhar as transações em tempo real e ver com detalhes qual o limite disponível naquele instante, bem como o valor atual da fatura, o que ajuda no planejamento do orçamento e evita sustos no mês seguinte.

Além das compras, que é a função mais conhecida de um cartão de crédito, em alguns casos é permitido sacar em dinheiro ao menos parte do limite disponibilizado ou utilizá-lo para o pagamento de contas e boletos. Contudo essa alternativa quase sempre envolve a cobrança de taxas, que podem ser salgadas.

Como ele é definido?

Cada banco ou instituição financeira responsável pela emissão do cartão tem liberdade para definir quais serão suas políticas na hora de estabelecer o limite concedido aos seus clientes.

De todo modo, geralmente o valor é definido após uma análise que leva em conta uma série de parâmetros do cliente que faz a solicitação, realizando uma análise completa dele. A partir disso, é liberado um limite considerado condizente com a capacidade de pagamento do consumidor.

Entre os dados mais utilizados estão a renda comprovada pelo consumidor, o score de crédito (que indica qual o histórico de pagamento de cada pessoa) ou mesmo informações provenientes da relação do cliente com a instituição financeira. Quanto maior o número de informações disponíveis, mais preciso será o tamanho do limite liberado.

É possível aumentar o limite?

O limite concedido não é permanente. Ou seja, ele pode ser alterado com o passar do tempo. É possível, inclusive, que, ao perceber o padrão de compras do consumidor, a instituição financeira efetue o aumento do limite sem qualquer solicitação. Ainda assim, quem quer (ou precisa) de uma elevação na margem de gastos têm caminhos para fazer isso.

A primeira recomendação para quem quer ver seu limite crescer é concentrar todos os seus gastos no mesmo cartão e pagar a fatura sempre em dia. Com o passar dos meses, o banco perceberá seu comportamento e poderá aumentar seu limite, vendo que o anterior parece não ser suficiente.

Outra saída é falar diretamente com o gerente. Essa é a melhor opção principalmente para quem conseguiu um novo emprego ou foi promovido e, com isso, teve um incremento na renda. Se o cliente tiver um bom histórico de pagamento, as chances aumentam bastante.

Como ter controle para não estourar o limite?

De todo modo, não é raro que sejam concedidos limites que, se forem utilizados em sua totalidade, comprometam boa parte da renda da pessoa. Então é preciso tomar alguns cuidados para não se enrolar com o cartão de crédito, principalmente quando levamos em conta os juros altos cobrados se as faturas forem pagas com atraso ou para quem entra no crédito rotativo. Por isso, separamos dicas de como planejar melhor os seus gastos.

Não tenha muitos cartões

É bem comum encontrar pessoas com inúmeros cartões na carteira, prontos para serem usados. Quando somados, os limites desses cartões podem ultrapassar muito a capacidade de pagamento daquele consumidor, o que pode gerar problemas se não houver controle.

Por isso, pegue todos os seus cartões e some os limites disponíveis. O ideal é que eles não comprometam muito da renda. Se estiver acontecendo, cogite cancelar alguns dos cartões para conseguir se organizar melhor, inclusive com as datas do pagamento das faturas.

Não utilize o limite como parte da sua renda

Limites altos não são necessariamente ruins, se forem utilizados com cautela. É o caso das emergências, por exemplo. Com um limite maior é possível trocar um eletrodoméstico quebrado de forma parcelada em caso de um imprevisto.

Entretanto, o sinal de alerta deve ser ligado se o limite estiver sendo empregado como parte da renda todo mês. Se isso estiver acontecendo, o ideal é reorganizar o orçamento, identificando e cortando os excessos.

Cuidado com o acúmulo de parcelas

Pequenas parcelas somadas podem se transformar numa grande fatura. Por isso, pense bem e se planeje antes de fazer uma nova compra parcelada no cartão. Não considere apenas o valor da parcela, mas também por quanto tempo ela pesará na sua fatura.

Agora que você sabe como funciona o limite do cartão de crédito, lembre-se sempre de se planejar bastante antes de qualquer compra para ter certeza que ela cabe no seu bolso e use sempre o cartão com sabedoria.

Para mais dicas de como manter as contas em ordem, assine a nossa newsletter agora mesmo!

8 Shares:
Talvez goste